Governo adotará email nacional contra a espionagem

 

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse ontem que toda a administração pública terá de adotar o serviço de email brasileiro, criado pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), por meio de um decreto, a ser publicado nos próximos dias.

 

As recentes denúncias de espionagem norte-americana em órgãos brasileiros agilizaram a decisão.

 

“A presidente (Dilma Rousseff) me chamou na quinta-feira (dia 10) e disse que pretende tornar isso uma regra para a administração pública federal”, afirmou. “Para companhias públicas não vai ser obrigatório, pelo menos não nesse momento. Mas será obrigatório para toda a administração federal”. Segundo Bernardo, o Ministério do Planejamento deverá preparar um cronograma para esta implantação, dentro do Governo, que deverá estabelecer a troca do programa atual, o Outlook, da Microsoft, pelo novo até o segundo semestre do ano que vem.

 

“Não é que vai assinar num dia e no outro todo mundo já vai usar, porque seria impossível essa implantação”, explicou. Bernardo reforçou que o Ministério das Comunicações já vem se preparando para a mudança e deve ser um dos primeiros a trocar o serviço de email.

 

No início de setembro, o Governo encomendou à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) o desenvolvimento de um sistema nacional de email, que tinha como mote comercial a segurança contra “bisbilhotices”. A medida se deu em resposta às denúncias de espionagem do Governo norte-americano nas redes brasileiras.

 

Após solicitar esta criação, o Poder Executivo decidiu se aproveitar de um sistema já existente e criado pelo Serpro, em 2010, que já é usado por mais de 700 mil pessoas, principalmente nos órgãos públicos. Entre os quais a Presidência da República. Para dar “cara nova” ao programa, o governo encomendou que o Serpro fizesse algumas mudanças, a fim de lançar uma nova versão no mês de novembro.

 

Certificado Digital Um dos desejos do Governo é que o programa possa oferecer o “Certificado Digital”, uma ferramenta que permite ao usuário receber notificações quando os emails forem lidos. “Avisamos à empresa (Microsoft) que não vamos renovar pedido de licença e vamos usar o Expresso” (nome do programa brasileiro), explicou Bernardo.

 

“Na nossa visão, como vamos economizar bastante, entre o que pagamos hoje com as licenças que usamos e a do Serpro, criou-se uma oportunidade de investir parte dessa economia na melhoria do sistema do Serpro”, completou. (da agência Folhapress)

 

Fonte: O POVO http://www.opovo.com.br/app/opovo/brasil/2013/10/15/noticiasjornalbrasil,3146569/governo-adotara-email-nacional-contra-a-espionagem.shtml

  • Acesso à Informação
  • Transparência Pública
  • Untitled 1
    Parceiros 
  • 27180 220098 logonew300ppiblue
  •  
  • Theadercripto
  •  
  • odfalliance