Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Os primeiros cem dias da nova gestão do ITI

Publicado: Quarta, 09 de Agosto de 2017, 10h59 | Última atualização em Quarta, 09 de Agosto de 2017, 10h59 | Acessos: 9

No último domingo, 6 de agosto, completaram-se os primeiros cem dias de gestão da nova diretoria do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI. Para registrar o ido, a Assessoria de Comunicação Social do Instituto fez um balanço do período até aqui. Efetivamente, os trabalhos do diretor-presidente Gastão Ramos, do diretor de Infraestrutura de Chaves Públicas Waldeck Araújo Júnior e do diretor de Auditoria, Normalização e Fiscalização Rafaelo Abritta começaram no dia 2 de maio em função do fim de semana e feriado do dia do trabalho. Mas, como as datas oficiais são as do Diário Oficial da União, considerou-se estas para apresentar ao público o presente balanço.

 

“São cem dias corridos. Desses, apenas 69 foram dias úteis de trabalho. Estamos felizes pelo que desempenhamos até aqui e conscientes da relevância em função do pouco tempo e, claro, da urgência de mantermos o ritmo para que o ITI e a certificação digital ICP-Brasil estejam sempre em evidência” comentou Ramos.

 

Internamente, as ações da nova gestão resultaram na celeridade de inúmeros processos, na retomada de atividades essenciais e na revitalização do ITI enquanto autarquia federal. Outra iniciativa da diretoria foi a de estreitar relações de cooperação técnica e troca de experiências com entes governamentais como Serpro, Denatran, INPI e Receita Federal.

 

Veja abaixo o resumo do que já foi feito até hoje:

 

 

Plano de Dados Abertos – PDA: para atender à Política de Dados Abertos do Poder Executivo Federal que tem por objetivo organizar e padronizar os processos de publicação de Dados Abertos de Estado, o ITI publicou o PDA. Em breve, os dados e informações considerados úteis produzidos pela autarquia estarão disponíveis em um site exclusivo.

 

Termo de Execução DescentralizadaTED: a iniciativa faz parte da parceria entre o ITI e a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. As entidades assinaram o TED e produziram plano de trabalho que norteará todo processo de aprimoramento e manutenção dos Sistemas de Gerenciamento de Certificados Digitais da ICP-Brasil.

 

Redução do aluguel: O ITI conseguiu reduzir em mais de 35% o valor do aluguel do prédio que ocupa, que passou de R$ 154.239,37 para R$ 100 mil. O contrato tem validade de 12 meses. Após o período, as condições deverão ser novamente reavaliadas e rediscutidas. No total, a economia superará os R$ 650 mil, valores que serão destinados às atividades finalísticas do ITI.

 

Reunião do Comitê Gestor da ICP-Brasil: no dia 6 de julho de 2017, após 576 dias (desde 9 de dezembro de 2015), o Comitê Gestor da ICP-Brasil reuniu-se para deliberar. Na ocasião, foram aprovadas as seguintes propostas: obrigatoriedade de realização de auditorias Webtrust, o que visa à conformidade com políticas de repositórios dos navegadores de Internet; pauta virtual, que permite ao Comitê deliberar virtualmente sobre temas de seu interesse; certificado do servidor, que diminuirá os gastos do governo com a emissão de certificados digitais e incrementará a oferta de serviços digitais para a população; novos prazos para adequação da coleta biométrica na ICP-Brasil, o que aumentará a segurança na emissão de certificados digitais e; o fim da homologação de equipamentos junto ao ITI, bastando o Certificado de Conformidade junto ao Inmetro.

 

Comitê de Governança, Riscos, Controles e de Governança Digital – CGRC-GD: O ITI criou o CGRC-GD, no âmbito do Instituto. Entre as atribuições do Comitê estão institucionalizar estruturas adequadas de governança e garantir a aderência às regulamentações, leis, códigos, normas e padrões.

 

Novo portal: Aderente aos padrões determinados pelo Governo Federal, o novo portal do ITI foi disponibilizado no dia 6 de julho, desenvolvido sem custos adicionais. Com a iniciativa, a diretoria do Instituto visa a facilitar o acesso aos conteúdos do ITI e da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, além de modernizar a interação entre a autarquia e o cidadão.

 

Nova marca: mais moderna e simples, a nova marca manteve elementos que remetem à segurança, identificação e tecnologia da informação, temas primordiais para o ITI e a ICP-Brasil. Azul, cinza e preto foram as cores eleitas para integrar a nova marca por representarem qualidades inerentes ao ITI como autoridade, segurança, confiabilidade e sofisticação. A nova marca foi desenvolvida sem custos adicionais.

 

Nomeação dos membros da COTEC: nomeados pelo secretário-executivo do Comitê Gestor da ICP-Brasil Gastão Ramos, os membros da COTEC integram fórum técnico que oferece subsídios para tomada de decisões do Comitê Gestor sobre os temas ligados ao setor de certificação digital.

Fim do conteúdo da página